Mês: novembro 2018

Ensino Secundário Superior: Entenda toda a estrutura do Brasil!

A escolaridade é obrigatória no Brasil para todas as crianças entre seis e catorze anos. Crianças menores de seis anos podem se matricular no ensino primário, desde que tenham seis anos de idade no primeiro semestre.

O período de escolaridade obrigatória, oito anos, é conhecido como Educação Fundamental, ou Educação Elementar. É dividido em dois estágios distintos de quatro anos:

  • Ensino Fundamental I (Escola Primária I) Idades 6 a 10;
  • Educação Fundamental II (Escola Primária II) Idosos 11 a 14.

O currículo básico nas duas etapas da educação fundamental é estabelecido pelo Conselho Nacional de Educação e implementado localmente. Os alunos da primeira etapa da Educação primária recebem o ensino de um único professor, enquanto os do segundo nível têm tantos professores todos os dias como sujeitos.

Abaixo vamos falar sobre o ensino superior brasileiro e junto a ele, existe o Exame Nacional de Ensino Médio – Enem, uma prova realizada por diversos estudantes para ingressar no ensino superior público e privado.

A página do participante Enem é a plataforma que divulga todas as informações sobre o programa, inclusive realiza as inscrições, divulga o edital, e também o mais esperado, que é o resultado.

Ensino Superior

Durante o ensino fundamental I, as crianças recebem instrução de acordo com sua idade, destinadas a melhorar suas habilidades matemáticas, o português (a língua oficial do Brasil), a ciência, as artes, a história, a geografia e a educação física.

Durante a Educação Fundamental II (Escola Primária II), os alunos estudam os mesmos assuntos, embora em um nível mais avançado. Eles também devem estudar pelo menos uma outra língua, que geralmente é espanhol, inglês ou francês.

No entanto, os alunos que demonstram habilidade acadêmica avançada podem ser colocados em um nível superior, onde serão estimulados mais academicamente. No sistema educacional estadual brasileiro, todos os alunos no final de cada ano escolar devem passar por um exame completo para determinar se eles estão indo para o próximo curso, ou se eles terão de repetir o atual. O curso de repetição é comum no Brasil, o que muitas vezes faz com que estudantes da mesma classe sejam de idades muito diferentes.

Dependendo da filosofia educacional de cada escola particular, as crianças podem ser forçadas a repetir o curso, embora a prática não seja tão comum quanto nas escolas públicas.

Se uma criança não pode ser atualizada e progredir em níveis de aprendizado como seus colegas de classe, a escola muitas vezes fala com os pais sobre outras opções no sistema acadêmico, opções que podem ser mais apropriadas às necessidades da criança.

Existem algumas escolas privadas no Brasil, incluindo as administradas pela Igreja Católica, que dividem o ano letivo em níveis de habilidade académica por aulas, de acordo com o modelo de educação pública britânica, por exemplo.

No entanto, esta prática está se tornando menos comum, à medida que mais e mais escolas privadas adotam modelos pedagógicos mais controláveis.

 

Exigências para abrir uma conta bancária, fazer empréstimo, solicitar cartão de crédito

O CPF (Cadastro de Pessoa Física) é um documento que todo mundo precisa tirar um dia. Sem o CPF a pessoa não pode abrir uma conta bancaria, fazer empréstimos, solicitar cartão de credito e nem realizar concursos públicos. Como vimos, o CPF é um documento muito importante para qualquer cidadão. Para tirar o seu CPF, você deve se dirigir a uma agencia do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou Correios, portanto RG e a quantia de R$ 5,50 para pagamento de uma taxa.

O recadastramento do CPF deve ser feito anualmente na declaração do imposto de renda, caso você seja isento não à necessidade de fazer declaração. Caso CPF esteja irregular, você deve se apresentar em alguma dos bancos citados acima para regularização do CPF.

Saiba Como Consultar Grátis seu CPF

Cada vez mais pessoas estão ficando interessadas em adquirir crédito, por conta da atual melhora na economia. Existem várias formas de realizar a consulta CPF gratuitamente.

Os consumidores estão cada vez mais interessados em saber sobre as dívidas antigas para quitá-las e reaverem seu crédito na praça. É por esse motivo que a procura por consulta CPF e consulta SPC está aumentando, porém, os órgãos de proteção ao crédito que fornecem esse tipo de informação não são órgãos públicos.

Normalmente essas consultas são feitas por instituições conveniadas, que têm acesso ao banco de dados que contém tais informações.

Sabendo disso, resolvemos listar as formas de realizações de consultas para os interessados que querem analisar e verificar a forma mais conveniente para realização dessas consultas e também como realizara a impressão do CPF. Confira:

Postos Conveniados

Existem órgãos de proteção ao crédito que disponibilizam balcões que realizam as consultas de CPF grátis. O consumidor deve procurar o local mais próximo e comparecer com seu CPF, e algum outro documento de identificação que contenha foto.

Solicitação por Carta

O consumidor deve solicitar por correspondência, encaminhando anexo à solicitação cópia dos documentos requeridos para a consulta (CPF e RG, CNH ou CTPS), a carta deverá ser assinada. Normalmente quem faz esse tipo de solicitação não tem tanta urgência em receber a resposta.

Consultas Online

Existem alguns sites de serviço especializado que fornecem consulta de CPF grátis, mas existe sempre o valor de alguma taxa. Esse é sempre o método mais utilizado para aqueles que querem uma resposta rápida com maior comodidade. É possível através da internet fazer a consulta do CPF gratuitamente através desse site.

13° Salário: Quem tem direito?

Um dos direitos de todo contribuinte beneficiário do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) é o 13° Salário INSS. Ele é pago ao contribuinte que está de acordo com seus pagamentos e com as regras do benefício. Se você deseja saber sobre os pagamentos e os valores do 13° Salário INSS continue acompanhando as informações que selecionamos aqui para que você possa esclarecer todas as suas dúvidas.

O 13° Salário INSS deve ser pago ao contribuinte beneficiário do INSS todos os anos em um prazo que vai até o fim do mês de dezembro de cada ano. Para saber como receber e qual valor que você receberá continue lendo o artigo que preparamos para você.

13° Salário INSS

O 13° Salário INSS do contribuinte INSS representa um valor de 3% do PIB do nosso país (Produto Interno Bruto), esse PIB é então o valor obtido pela soma realizada de todos os bens e serviços produzidos no Brasil.

Para ter direito ao 13° Salário INSS é preciso que você seja um:

  • Contribuinte ativo com o INSS,
  • Pensionistas,

Pagamento

Para o pagamento do 13° salário INSS ainda não foi divulgada uma data, porém em breve os órgãos responsáveis por esse calendário divulgaram uma data oficial para o recebimento do pagamento.

O calendário de pagamento do 13° salário INSS é o documento oficial para que os beneficiados tenham informações sobre quando poderão receber o seu pagamento.

O INSS é quem divulga as datas é o calendário para que possam ser determinados o dia de recebimento de cada contribuinte, para que você tenha uma ideia trouxemos o calendário referente ao ano de 2015, porém não se esqueça que é apenas para que você se familiarize com as informações, pois essas datas não são validas para o 13° salário INSS.

Em breve será divulgado a nova tabela do INSS, você pode ficar atento as informações que serão então liberadas no site da Previdência Social no endereço http://www.previdencia.gov.br/

Para realizar a situação do seu benefício de 13° Salário INSS e outras informações como valores e extratos basta acessar o site da Previdência Social na parte de pagamentos de benefícios e escolher qual tipo de consulta deseja fazer entre as disponíveis no menu de opções. O endereço para essa consulta é www.previdencia.gov.br/servicos-ao-cidadao

É importante ficar atento, pois alguns benéficos recebem o 13° Salário INSS, pois não possuem direito a ele. Existe exceção para alguns casos, sendo eles:

  • Auxílio por acidente ocorrido durante o trabalho,
  • Renda e pensão mensal vitalícia,
  • Abono de permanência em serviço
  • Amparo previdenciário para os trabalhadores rural,
  • Idosos
  • Deficientes físicos
  • Deficientes mentais.

Fique atento pois o INSS fica responsável por divulgar todas as informações sobre o 13° Salário INSS e todas elas são também atualizadas no site da Previdência Social.

Ministério do Trabalho lança o Seguro para Desempregados pela Internet

O Seguro Desemprego 2019 nada mais é do que um benefício integrante da seguridade social, que é garantido através dos Direitos Sociais da Constituição Federal Getúlio Vargas com a finalidade de promover uma assistência financeira de forma temporária ao trabalhador que estiver desempregado, e ainda em virtude de uma dispensa sem justa causa.

Como acontece o processo de encaminhamento?

Ao ser dispensado sem que seja por justa causa, os profissionais deverão receber do empregador, um formulário próprio, de “Requerimento do Seguro Desemprego” este que deverá estar em duas vias, devidamente preenchido. Com isto ele deverá então também se dirigir a um dos locais de entrega sempre procurando estar munido de alguns documentos.

Para realizar o encaminhamento você irá precisar de:

  • O requerimento do seguro desemprego, que deverá estar em duas vias, uma verde e outra marrom.
  • O cartão do PIS / PASEP, bem como o extrato atualizado ou mesmo o cartão do Cidadão.
  • A Carteira de trabalho e previdência social, CTPS onde é necessário se verificar todas as assinaturas que os requerentes tiverem.
  • O termo de rescisão de Contrato de Trabalho – TRCT devidamente quitado;
  • Assim como também os Documentos de Identificação como por exemplo a carteira de identidade ou ainda certidão de nascimento, certidão de casamento com o protocolo de requerimento da identidade, o que é somente para a recepção, ou ainda carteira nacional de habilitação em modelo novo ou carteira de trabalho.

Os três últimos contracheques dos três meses anteriores ao mês de demissão e ainda documentos de levantamento dos depósitos do FGTS ou ainda extrato comprobatório dos depósitos como por exemplo a Certidão das Comissões de Conciliação Prévia / Núcleos Intersindicais / Sentença / Certidão da Justiça.

Tendo assim a base de toda a documentação que foi apresentada, os postos de atendimento deverão informar ao trabalhador se ele terá o direito ou não aos seus benefícios. Se tiver direito, o posto deverá ainda providenciar a inclusão dos requerimentos do seguro desemprego para o desempregado no sistema.

A quantidade de parcelas varia entre três ou cinco parcelas desde que o trabalhador tenha tido vínculo empregatício de 24 meses durante os últimos 36 meses.

Brasileiros fazem prova do MEC no exterior

Se o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) funciona como uma porta de entrada para quem deseja cursar um curso superior, o Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) colabora com esse aprimoramento que o aluno busca e precisa em sua educação profissional.

Os dois programas visam melhorias na educação dos brasileiros, mas o que pouca gente sabe é que o Enem pode sim ser uma forma de ingresso em um dos cursos do Pronatec. As regras para ingressar em um dos tantos cursos do programa são simples, e no que diz respeito ao Enem, têm uma relação com as Bolsas-Formação, um benefício oferecido pelo Governo Federal, com vagas gratuitas em muitos cursos técnicos presenciais, que devem durar pelo menos 800 horas.

Para que você possa ter direito a bolsas-formação e ingressar no ensino superior, é preciso já ter concluído o ensino fundamental e médio, caso você não tenha o diploma pode adquiri-lo através da prova do Encceja, que é realizada todos os anos.

Para participar, você precisa realizar a inscrição no exame através do site oficial do mesmo, para isso, basta seguir alguns requisitos e pronto!

Por isso, o Enem tem uma relação direta com a questão das Bolsas-Formação, já que qualquer brasileiro com ensino médio completo pode se inscrever para uma dessas bolsas.

O Sisutec

Antes de mais nada, você precisa saber o que é o Sisutec (Sistema de Seleção da Educação Profissional e Tecnológica). O Sisutec é o sistema que agrega as vagas do Pronatec e que oferece inúmeras vagas em cursos técnicos todos os anos. Sua criação facilitou o acesso aos cursos técnicos e de qualificação profissional do Pronatec. Ele segue os moldes do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), só que para os cursos técnicos gratuitos.

Porém, segundo informações do Pronatec, haverá uma prioridade para alunos que tenham cursado o ensino médio na rede pública ou mesmo que tenham conseguido bolsa integral em qualquer instituição da rede privada. Nesse caso, o Enem será utilizado como critério de classificação para alunos para a 1ª e 2ª chamadas do Sisutec para a Bolsa-Formação. Entretanto, para vagas remanescentes não será obrigatório.

Consulte a tabela de valores do DETRAN SP

Já está visível para consultar a tabela e o valor cobrado pelo Detran IPVA 2019 SP para pagamento. Deve se pagar até o dia marcado nas tabelas de vencimentos, segundo o final de placa dos veículos terrestres.

Em seguida ao período de vencimento da inicial parcela ou da cota exclusiva com redução, o colaborador não pode dividir ou realizar a liquidação com desconto. Para praticar jus ao parcelamento, o colaborador deve fornecer o pagamento da inicial parcela no dia do vencimento e recolher seu valor integral.

Caso de liquidação em partes, o mesmo deve ser recolhido nos vencimentos, não será admitido as inversões das duas últimas parcelas. O colaborador do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) poderá calcular com diversas agências de atendimento, com informações gerais, e outros para temas especiais na Capital. Clicando aqui.

Quer consultar o IPVA SP?

Passo 1) Acessando o ambiente da SEF/SP, na opção “IPVA”;

Passo 2) A pág. traz vários aplicáveis de envio do Extrato ou da Guia de Arrecadação, até mesmo o link para a emitir da Guia de IPVA;

Passo 3) Clicar no link “Consultar”. Este serviçal deixa emitir a Guia de Arrecadação de IPVA;

Passo 4) Avisar o código do RENAVAM do veículo que fazer parte do documento de registro, sem ponto e hífen. Exemplo: RENAVAM = 123456789

Passo 5) Optar o Exercício para aquele que desejar gerar a guia de arrecadação;

Passo 6) Clicar em “Consultar”.

Constituirá a Guia de Arrecadação do IPVA que poderá ser impressa pelo colaborador.