Mês: novembro 2018

Brasileiros fazem prova do MEC no exterior

Se o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) funciona como uma porta de entrada para quem deseja cursar um curso superior, o Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) colabora com esse aprimoramento que o aluno busca e precisa em sua educação profissional.

Os dois programas visam melhorias na educação dos brasileiros, mas o que pouca gente sabe é que o Enem pode sim ser uma forma de ingresso em um dos cursos do Pronatec. As regras para ingressar em um dos tantos cursos do programa são simples, e no que diz respeito ao Enem, têm uma relação com as Bolsas-Formação, um benefício oferecido pelo Governo Federal, com vagas gratuitas em muitos cursos técnicos presenciais, que devem durar pelo menos 800 horas.

Para que você possa ter direito a bolsas-formação e ingressar no ensino superior, é preciso já ter concluído o ensino fundamental e médio, caso você não tenha o diploma pode adquiri-lo através da prova do Encceja, que é realizada todos os anos.

Para participar, você precisa realizar a inscrição no exame através do site oficial do mesmo, para isso, basta seguir alguns requisitos e pronto!

Por isso, o Enem tem uma relação direta com a questão das Bolsas-Formação, já que qualquer brasileiro com ensino médio completo pode se inscrever para uma dessas bolsas.

O Sisutec

Antes de mais nada, você precisa saber o que é o Sisutec (Sistema de Seleção da Educação Profissional e Tecnológica). O Sisutec é o sistema que agrega as vagas do Pronatec e que oferece inúmeras vagas em cursos técnicos todos os anos. Sua criação facilitou o acesso aos cursos técnicos e de qualificação profissional do Pronatec. Ele segue os moldes do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), só que para os cursos técnicos gratuitos.

Porém, segundo informações do Pronatec, haverá uma prioridade para alunos que tenham cursado o ensino médio na rede pública ou mesmo que tenham conseguido bolsa integral em qualquer instituição da rede privada. Nesse caso, o Enem será utilizado como critério de classificação para alunos para a 1ª e 2ª chamadas do Sisutec para a Bolsa-Formação. Entretanto, para vagas remanescentes não será obrigatório.

Consulte a tabela de valores do DETRAN SP

Já está visível para consultar a tabela e o valor cobrado pelo Detran IPVA 2019 SP para pagamento. Deve se pagar até o dia marcado nas tabelas de vencimentos, segundo o final de placa dos veículos terrestres.

Em seguida ao período de vencimento da inicial parcela ou da cota exclusiva com redução, o colaborador não pode dividir ou realizar a liquidação com desconto. Para praticar jus ao parcelamento, o colaborador deve fornecer o pagamento da inicial parcela no dia do vencimento e recolher seu valor integral.

Caso de liquidação em partes, o mesmo deve ser recolhido nos vencimentos, não será admitido as inversões das duas últimas parcelas. O colaborador do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) poderá calcular com diversas agências de atendimento, com informações gerais, e outros para temas especiais na Capital. Clicando aqui.

Quer consultar o IPVA SP?

Passo 1) Acessando o ambiente da SEF/SP, na opção “IPVA”;

Passo 2) A pág. traz vários aplicáveis de envio do Extrato ou da Guia de Arrecadação, até mesmo o link para a emitir da Guia de IPVA;

Passo 3) Clicar no link “Consultar”. Este serviçal deixa emitir a Guia de Arrecadação de IPVA;

Passo 4) Avisar o código do RENAVAM do veículo que fazer parte do documento de registro, sem ponto e hífen. Exemplo: RENAVAM = 123456789

Passo 5) Optar o Exercício para aquele que desejar gerar a guia de arrecadação;

Passo 6) Clicar em “Consultar”.

Constituirá a Guia de Arrecadação do IPVA que poderá ser impressa pelo colaborador.